Ópera ‘Alma’ vence pelo voto do público em premiação nacional


No ano de comemoração do centenário de nascimento de Claudio Santoro, “Alma”, de autoria do compositor e maestro amazonense, apresentada no Festival Amazonas de Ópera 2019, foi escolhida pelo voto do público para o Prêmio Lauro Machado Coelho de Ópera, uma iniciativa da “Revista Concerto”, de circulação nacional.

A votação popular foi encerrada às 12h desta terça-feira (17/12). Com 1.758 votos, “Alma” ficou à frente das outras duas concorrentes: “Prism”, de Ellen Reid, do Theatro Municipal de São Paulo, e “Ritos de Perpassagem”, de Flo Menezes, encenada no Theatro São Pedro de São Paulo.


Diretor musical e regente da ópera premiada, Marcelo de Jesus define a obra de Santoro como “intensa, atual e musicalmente genial” e diz que esse prêmio representa o reconhecimento do grande compositor amazonense e que ‘Alma’ é uma ópera que deveria estar nos palcos dos teatros brasileiros

Trata-se da única ópera criada por Claudio Santoro, baseada na obra de Oswald de Andrade. Em 1998, foi apresentada no segundo Festival Amazonas de Ópera, com elenco estrangeiro e cortes no manuscrito original. Este ano, ganhou nova versão, elaborada após o filho do maestro amazonense, o cravista Alessandro Santoro, entregar um manuscrito achado nos arquivos do pai, com uma nova revisão, indicações e correções precisas de trechos.

“Alma” foi apresentada nos dias 26, 28 e 30 de maio, no Teatro Amazonas. Com Amazonas Filarmônica, Corpo de Dança do Amazonas e Coral do Amazonas, a nova montagem foi estrelada pelos solistas Denise de Freitas (mezzo-soprano); Juremir Vieira (tenor); Emanuel Conde (baixo); Homero Velho (barítono); Joubert Júnior (barítono); Josenor Rocha (barítono) e Marinete Negrão (mezzo-soprano).

O Prêmio Concerto de Música Clássica e Ópera é conferido anualmente aos destaques da temporada, com o objetivo de valorizar e fomentar a atividade musical clássica no Brasil. Concorrem os mais destacados concertos, óperas, recitais e discos, DVDs e livros, assim como os protagonistas da cena clássica.

Além de “Alma”, o Amazonas tinha mais um representante na disputa deste ano: o maestro Hilo Carriel, pianista do Coral do Amazonas, que ficou como o segundo mais votado no Prêmio Jovem Talento – categoria vencida pela maestrina Maíra Ferreira.

A edição de janeiro/fevereiro da “Revista Concerto” trará os vencedores do prêmio da crítica. Os nomes serão avaliados por Camila Fresca, Irineu Franco Perpetuo, João Luiz Sampaio, João Marcos Coelho, Nelson Kunze e Sidney Molina.

FOTOS: Michael Dantas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s